Agende por Whatsapp: +11 96917-0390

Uma mulher portadora de Diabetes pode ter uma gestação saudável?

A maioria das mulheres diabéticas pode ter uma gestação saudável. É importante que os níveis de glicemia sejam bem controlados desde o início. Os níveis elevados da glicemia é que aumentam os riscos tanto para a mãe como para o bebê.

Que problemas podem ser causados pela elevação da glicemia?

  • No início da gravidez, há aumento do risco de abortamento e aumento do risco de mal-formações no bebê, caso a glicemia seja mantida elevada.
  • Mais adiante, há o risco do bebê ficar muito grande, o que pode causar transtornos e complicações no momento do parto.

Que médico deve acompanhar a gestante?

O Obstetra deve acompanhar o desenvolvimento da gestação, dando atenção à mãe e ao bebê. Ele pode acompanhar a evolução do diabetes também. Caso o diabetes seja de difícil controle, pode ser acompanhado em conjunto com um Endocrinologista e um Nutricionista.

Eles devem orientar com que frequência os controles glicêmicos devem ser feitos e quais os ajustes na alimentação e nas medicações devem ser realizados para otimizar o controle glicêmico.

Por que podem ser necessárias mudanças nas medicações que já eram utilizadas?

No caso de mulheres que já faziam uso de insulina, podem ser necessários ajustes nas doses de insulina, geralmente havendo necessidade de quantidades maiores para manter o controle glicêmico.

Alguns medicamentos não devem ser utilizados durante a gravidez. Nesse caso, esses remédios devem ser substituídos por outros ou pela insulina.

Algumas mulheres que não necessitaram de medicação, podem precisar usar durante a gravidez.

De que outras formas a gravidez pode afetar o diabetes?

Em alguns casos, a gestação pode piorar as complicações do diabetes nos olhos e rins. Também pode haver piora da pressão arterial.

Podem ser necessários:

  • Exames de sangue e urina para avaliar os rins
  • Avaliação dos olhos
  • Avaliação da pressão arterial em todas as consultas

O parto pode ser normal?

O parto pode ser normal. Mas as gestantes diabéticas têm maior chance de apresentar indicação médica para a realização da cesariana.

O bebê será saudável?

Se os níveis glicêmicos tiverem sido bem controlados, é muito provável que o bebê seja saudável. Mas o Pediatra vai acompanhar o bebê com cuidado, para avaliar o risco de queda do açúcar (hipoglicemia) e de dificuldade respiratória. Esses riscos diminuem após os 2 primeiros dias de vida.

E se houver desejo de engravidar?

Deve-se conversar com o médico antes de engravidar, para que:

  • Os níveis de glicemia sejam controlados
  • Os medicamentos sejam ajustados
  • Resolva qualquer outro problema médico que haja, antes da gravidez.

Leia também:

Retinopatia diabética

Retinopatia diabética

  O que é a retinopatia diabética? É um problema que compromete a retina (parte do globo ocular, onde se forma a visão) e que pode, se não for tratado ou prevenido, levar a perda visual progressiva e, até, à cegueira total. Essa retinopatia acomete pessoas com...

Nefropatia diabética

Nefropatia diabética

O diabetes é uma doença que merece grande atenção e cuidados pessoais por parte dos pacientes devido, em grande parte, ao risco de complicações crônicas, entre as quais podemos citar: infarto do miocárdio, derrame (AVC), perda da visão, neuropatia (comprometimento dos...

Auto monitorização de glicemia – Parte 3

Auto monitorização de glicemia – Parte 3

Monitorização contínua de glicose A monitorização contínua de glicose (CGM do inglês Continuous Glucose Monitoring) é uma forma de monitorar os níveis de glicemia a cada 5 a 15 minutos (dependendo do equipamento) durante as 24 horas do dia.  Alguns equipamentos de CGM...

Auto monitorização de glicemia – Parte 2

Auto monitorização de glicemia – Parte 2

Verificação da glicemia capilar - Ponta de Dedo A glicemia capilar é a comumente verificada com aparelhos portáteis, usando fitas reagentes que medem a quantidade de açúcar em uma gota de sangue obtida ao picar a ponta do dedo. Os aparelhos são comprados em farmácias...