Agende por Whatsapp: +11 96917-0390

 

Portadores de diabetes apresentam uma maior chance de ter infecções?

Sim. Pessoas portadoras de diabetes apresentam maior risco de alguns tipos de infecções. Entre os fatores favorecedores, podem estar os fatores abaixo:

  • Glicemia elevada (aumento dos níveis de açúcar no sangue): a glicemia elevada pode atrapalhar o funcionamento adequado do sistema imunológico (responsável por evitar infecções).
  • Neuropatia: com a evolução do diabetes, especialmente aquele que não tiver um bom controle das glicemias, há maior risco de desenvolvimento de lesões dos nervos (neuropatia). Dessa forma, pessoas com neuropatia podem não sentir dor caso tenham algum corte ou machucado nos pés, por exemplo; e pequenas lesões nos pés podem ser fatores favorecedores de infecções posteriores.
  • Problemas na circulação (em pequenos vasos sanguíneos): os portadores de diabetes apresentam maior risco de obstrução de pequenos vasos, devido a aterosclerose. Se não houver sangue (circulação sanguínea) em regiões com infecção, fica muito mais difícil de resolver o problema, seja porque as células de defesa não chegam ao local, seja porque não chegam medicamentos, como anti-inflamatórios e antibióticos.

 

Quais são as infecções mais comuns em portadores de diabetes?

  • Infecções na pele
  • Candidíase vaginal (em mulheres)
  • Cistite ou infecções urinárias
  • Infecções nos pés
  • Candidíase na boca (“sapinho”)
  • Infecções respiratórias, como sinusites e pneumonias
  • Infecções em cicatriz cirúrgica, levando a dificuldade de cicatrização após uma cirurgia

 

Quando avisar o médico?

Os pacientes portadores de diabetes devem avisar o médico responsável quando apresenta sinais ou sintomas de infecção, como:

  • Febre, dores ou calafrios
  • Vermelhidão, inchaço ou piora da dor em uma cicatriz ou corte
  • Presença de secreção em um corte ou cicatriz
  • Ardência para urinar ou necessidade constante de urinar
  • Presença de corrimento vaginal ou desconforto vaginal
  • Placas na boca ou na língua

 

O que pode ser feito para evitar infecções?

Uma das coisas mais importantes é manter a glicemia bem controlada.

Outra coisa bastante importante é cuidar dos pés e examiná-los diariamente, conforme descrito na publicação “Cuidados com os pés em pessoas com diabetes”.

Para ajudar a prevenir infecções em outras partes do corpo, deve-se:

  • Cuidar da pele do corpo todo, mantendo-a limpa e seca.
  • Usar luvas ao manipular produtos de limpeza que possam ser lesivos para a pele.
  • Caso aconteça algum corte ou machucado, a lesão deve ser lavada imediatamente com água e sabão.
  • Cuidar da boca e das gengivas, escovar os dentes e usar fio dental diariamente e fazer visitas regulares ao dentista.
  • Manter uma alimentação saudável, que inclua proteínas, verduras, legumes e frutas, e ingerir muitos líquidos ao longo do dia.
  • Manter as vacinas em dia: vacina contra a gripe anualmente, vacina contra a pneumonia e outras vacinas de acordo com a recomendação médica.
  • Lavar as mãos regularmente.
  • Evitar segurar a urina por um tempo muito longo.
  • Parar de fumar (no caso de pessoas que fumam).

No caso do médico prescrever um antibiótico, não deixar de seguir as recomendações médicas quanto à dose, horários e tempo total de tratamento. Isso é muito importante para que a infecção não volte e para evitar a presença de bactérias resistentes aos antibióticos.

 

Leia também:

Alguns pontos sobre o uso de insulina

Alguns pontos sobre o uso de insulina

Eu gostaria de abordar, nesta publicação, alguns aspectos sobre o uso de insulina. Fatores que afetam a ação da insulina:Dose administrada de insulina: doses maiores tendem a levar mais tempo para serem absorvidas, o que pode fazer com que os picos de ação demorem...

Alimentação e Diabetes tipo 1

Alimentação e Diabetes tipo 1

  O diabetes tipo I é uma doença crônica que acontece, com maior frequência, na infância ou na adolescência. No diabetes tipo I ocorre uma falha no pâncreas e ele para sua produção de insulina. A insulina, por sua vez, é o hormônio responsável por transportar a...

Retinopatia diabética

Retinopatia diabética

  O que é a retinopatia diabética? É um problema que compromete a retina (parte do globo ocular, onde se forma a visão) e que pode, se não for tratado ou prevenido, levar a perda visual progressiva e, até, à cegueira total. Essa retinopatia acomete pessoas com...

Nefropatia diabética

Nefropatia diabética

O diabetes é uma doença que merece grande atenção e cuidados pessoais por parte dos pacientes devido, em grande parte, ao risco de complicações crônicas, entre as quais podemos citar: infarto do miocárdio, derrame (AVC), perda da visão, neuropatia (comprometimento dos...